DIGNATÁRIO ou DIGNITÁRIO? - Português na Rede

DIGNATÁRIO ou DIGNITÁRIO?

Seria "dignatário" se derivasse de "dignadade". Mas "dignadade" não existe. O que existe é a palavra "dignidade", da qual provém "dignitário".

2 comentários:

Jorge Chaves disse...

Existem ambas as formas nas nominatas do VOLP, do Houaiss e do Aurélio. Comenta o Houaiss acerca do vocábulo dignatário: "rad. do part.pas. do v. dignáre sob a f. dignát(us)- + -ário; apesar de relativamente antiga, a f. dignatário vem sendo considerada errônea, em face de dignatário (do rad. do subst. lat. dignìt[as,átis] + -ário); contudo, a der. de dignatário é normal na língua e ocorre igualmente em destinatário (destinát[us]- + -ário), adjudicatário (adjudicát[us]- + -ário), assim como abandonatário, abdicatário etc.;"

Laércio Lutibergue disse...

No Aurélio não existe, amigo. O Houaiss registra sim, mas remete a "dignitário", a forma considerada certa por todos.
E, apesar do argumento do Houaiss, para mim (e para a imensa maioria dos gramáticos, como Cegalla e Sacconi) "dignátário" não existe. Até porque não é inteligente confiar num dicionário que:

1. diz que "microcâmara" é substantivo masculino;
2. diz que "muçarela" é palavra masculina;
3. registra "conto-da-carochinha" com hífen e diz que é palavra feminina;
4. diz que "perdiz", a fêmea do perdigão, é palavra masculina
4. grafa "rabujento" em vez de "rabugento" (verbete "coroca");
5. grafa "calcáreo" em vez de "calcário" (verbete "bezoar").

Eu poderia continuar enumerando os equívocos do Houaiss, Jorge. Mas este não é o momento para isso. O que quero é que você entenda que, na língua portuguesa, duas referências é muito pouco para validar um conceito. Por isso, reafirmo, baseado nas dezenas de gramáticas e dicionários dissecados por mim, que "dignatário" não existe.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...