DESMISTIFICAR x DESMITIFICAR - Português na Rede

DESMISTIFICAR x DESMITIFICAR

Palavras parônimas são aquelas parecidas na grafia, mas diferentes no significado.

Um exemplo é ratificar (confirmar) e retificar (corrigir).

Essas palavras geralmente causam muitas confusões, principalmente para os "desatentos", que, se tiverem vontade, consertarão seus equívocos com a leitura de boas obras e consultas a dicionários.

Há, porém, parônimas que exigem, além de consulta ao pai dos burros, ou melhor, ao "pai dos inteligentes", um esforço intelectual para "matar a charada".

Essas palavras têm forte semelhança semântica e em algumas ocasiões só o contexto define a forma correta.

Faz parte deste grupo a dupla "desmitificar" e "desmistificar".

Quer ver? Encontramos na internet a seguinte notícia: "Campanha quer desmistificar a psoríase".

Não seria "desmitificar"?

Vamos ver o que significa cada uma delas:

DESMISTIFICAR provém de "mistificar" e significa "acabar com o logro, desfazer a farsa, desmascarar".

DESMITIFICAR provém de "mito" e significa "desfazer o mito, tirar o caráter de mito".

Já dá para dizer qual é o correto?

Ainda não.

Então, vamos atrás de mais dados: na origem de "desmistificar" está o substantivo "mistificação", que é burla, logro, engano intencional, engodo, falsidade, e na origem de "desmitificar" está "mito", ou seja, imagem exagerada de algo ou de alguém aceita pela sociedade ou aquilo que é inacreditável, irreal, fantasioso, utópico.

E agora, você já tem alguma certeza?

É "desmistificar" ou "desmitificar" a psoríase? Vamos ajudá-lo: há alguma mistificação, isto é, uma burla, um engano intencional, em torno da psoríase?


Entendemos que não.

No nosso entendimento, há crenças populares (a psoríase é contagiosa, a psoríase não tem controle...).

E o que são crenças populares?

São mitos.

Bingo!

Matamos a charada: "Campanha quer desmitificar a psoríase".

Há casos mais complicados: "É preciso "desmistificar" ou "desmitificar" o ex-presidente Lula".

Depende do contexto: se o autor acha que Lula é um farsa, "É preciso desmistificar o ex-presidente Lula"; se ele acha que Lula é um mito, uma pessoa com virtudes exageradas, "É preciso desmitificar o ex-presidente Lula".

Este último caso nos deixa a lição de que, na língua, o contexto tem muita importância e muitas vezes é essencial para esclarecer o sentido dos enunciados.

12 comentários:

Amelia disse...

Adorei a explicação, parabéns Laércio! vc é um craque.

Yuri disse...

Meu bom Laércio,

Faço minhas as palavras da leitora Amélia.

E mais: penso tratar-se de um dos melhores textos do blog.

Um abraço do amigo Yuri/Maceió.

Laércio Lutibergue disse...

Amélia e Yuri:

Vocês são muito gentis.

Obrigado!

Anônimo disse...

V disse que não é Pai dos Burros mas sim Pai dos Inteligentes. No entanto, veja que no passado TODOS os dicionários e GRANDES livros (ao menos em tamanho) tinham suas capas em VERMELHO, que é "burro" em latim. Pelo menos foi a explicação que encontrei.

Laércio Lutibergue disse...

"Anônimo", ao dizer que o dicionário é na verdade o "pai dos inteligentes", eu estava fazendo uma brincadeira.

Observe que "pai dos inteligentes" saiu aspeado, uma forma de mostrar que se tratava de uma brincadeira.

Abraço.

Anônimo disse...

A explanção foi extremamente pertinente, as minhas dúvidas foram sanadas.

Muito grato Laércio.

Abraços//

ana cristina disse...

Nunca li uma explicação tão boa!Parabéns!
Ana Cristina.

Rodrigo disse...

Realmente a explicação é a melhor que encontrei, concordo com todos. Até com a pessoa que falou sobre "burro". Acho q ele tinha entendido que era uma brincadeira, mas quis acrescentar conhecimento ao site.
Ah, não fui eu.
Parabéns pelo Blog.

Rose disse...

Gostei tanto que vou virar "freguesa".

Parabéns!

Anônimo disse...

sempre achei que misticismo e mito tinham uma origem comum...

Willian Cruz disse...

Excelente, obrigado.

newton tomio disse...

Você conseguiu desmistificar as minhas crenças sobre estes parônimos e também desmitificar a complexidade da lingua portuguesa na minha verdadeira paixão pelo poder das palavras, mostrando que sempre pode haver uma explicação simples e lógica para elas.
Parabens,
A tempo, parabens tambem ao "sem nome" pela reflexão do "burro vermelho"(redundância?)
Adorei voces.
Newtomio

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...