CRASE: FELICIDADE À ou A TODA PROVA?

A crase é o encontro da preposição “a” com o artigo “a”.
Logo, para ocorrer crase é necessário haver artigo.

O pronome “toda” rejeita a anteposição de artigo – dizemos “toda mulher é charmosa”, e não “a toda mulher é charmosa”.

Por isso, não há crase em “Felicidade a toda prova”.

7 comentários:

Patrícia disse...

Nesse caso, toda é um pronome indefinido, mas e se estivesse desempenhando papel de adjetivo?

Exemplo:
Ela se referiu à/a toda humanidade.

adjetivo
1 a que não falta nenhuma parte; inteiro, completo, total
Ex.: t. o dia foi de chuva; t. a família se reuniu ali; ele comeu o bolo t.
HOUAISS

Laércio Lutibergue disse...

Olá, Patrícia!

Continua sem ocorrer crase.

Para que não haja dúvidas, vou reformular o texto: o pronome e o adjetivo "todo" rejeitam a anteposição de artigo.

Logo, "Ela se referiu a toda a humanidade".

Abraço!

Patrícia disse...

Surgiu a dúvida pelo seguinte: se substituirmos toda por cruel, ambos adjetivos, é possível usar crase. Não consta que não se deve usar crase antes de adjetivo.

E, nos sites de governo (textos de leis), essa construção é utilizada com crase também.

*(algo) Dirigido à/a (a alguém) toda (adj.) humanidade
*(algo) Dirigido à (a alguém) cruel (adj.)humanidade
*(algo) Dirigido ao cruel munto
*(algo) Dirigido a todo o mundo

Se invertermos:

Dirigido à humanidade toda (adj.).

Laércio Lutibergue disse...

Patrícia,a substituição por outro adjetivo, nesse caso, não vale.

Isso porque "cruel" aceita artigo, mas "todo" não.

Veja: "Ele se referiu a todo o universo".

Se "todo" aceitasse artigo, seria "Ele se referiu ao todo o universo".

Como não aceita, não há crase em "Ele se referiu a toda a humanidade".

Abraço!

Vitor disse...

Excelente explicação nos comentários. Parabéns pela didática.

Laércio Lutibergue disse...

Obrigado, Vitor.

Abraço.

Unknown disse...

Crase totalmente descomplicada. Elucidatvo. Parabéns.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...