Entendendo a acentuação - Português na Rede

Entendendo a acentuação

A escola nos ensina, bem ou mal, as regras de acentuação.

A escola, porém, deixa de nos ensinar o mais importante: os critérios que levaram à formulação dessas regras.

Nosso sistema de acentuação foi planejado para que se acentuasse o menor número possível de palavras.

Por isso, o primeiro critério é a raridade de determinado grupo de palavras.

As proparoxítonas, por exemplo, são as palavras menos numerosas da língua portuguesa.

Por serem as mais raras, todas elas são acentuadas.

Esse mesmo critério valeu para as paroxítonas: as menos numerosas, as terminadas em -l, -n, -r, -x, -i(s), -u(s), -um, -uns, -ã(s), -ão(s), -ps, são acentuadas.

O segundo critério é o de relação binária entre as paroxítonas e as oxítonas. Ele funciona da seguinte forma: se uma palavra paroxítona com determinada terminação for acentuada, uma palavra oxítona com a mesma terminação não será.

É por isso que “fácil”, paroxítona terminada em “l”, é acentuada, mas “Brasil”, oxítona terminada em “l”, não é.

Vemos, desse modo, como é simples o entendimento dos acentos nas palavras portuguesas.

Infelizmente, toda essa relevante informação é muito pouco explorada na hora de ensinar as regras de acentuação.

4 comentários:

Erika disse...

Olá!
Encontrei esta importante ferramenta de aprendizado e gostaria de parabenizar pela iniciativa.
Já adicionei aos meus favoritos, sem dúvida vai me ajudar bastante, já que estou estudando para concursos.
Até o próximo tema.
Ah! gostaria de saber se posso enviar dúvidas para serem respondidas.

Laércio Lutibergue disse...

Prezada Erika:

Obrigado por deixar um comentário neste espaço.

Quanto ao envio de perguntas, pode fazer isso sim.

Mas, infelizmente, devido aos meus afazeres profissionais, não garanto uma imediata resposta a elas.

Um abraço!

Antóvila disse...

Prezado Prof. Lutibergue,

Embora não constem nas gramáticas tradicionais, creio que algumas palavras paroxítonas, de terminação '...om' também devam ser acentuadas, não? Vi essa novidade, certa vez, em um livro para concursos e adotei-a.
Ex.: plátom, rádom, iândom (ou yândom). Não já passou da hora de se rever a NGB, de atualizá-la, já que ultrapassou os cinquenta anos?

Laércio Lutibergue disse...

Prezado Antóvila:

Oficialmente, só existe uma palavra paroxítona terminada em "m" acentuada: iândom.

No Vocabulário Ortográfico da ABL, está "rádon", com "n".

E nos dicionários, constam "radom" (Caldas Aulete) e "radônio" (Houaiss).

"Platom" não aparece em nenhum dicionário.

De toda forma, pelo registro de "iândom" no Volp, vale sim acrescentar que existe acento nas paroxítonas terminada em "m".

Abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...