Crase antes de nome de lugar - Português na Rede

Crase antes de nome de lugar

Líamos, em pleno gozo do ócio de domingo,  uma reportagem sobre a política internacional do governo do Brasil.


Estava tudo bem com o texto, até que nos deparamos com a seguinte frase: “Na viagem à Cuba, o presidente Lula encontrou protestos...”


O grifo no “a”, leitor, é para destacar a ocorrência de um erro muito comum: a crase antes de nome de lugar que rejeita artigo.


Observe que dizemos “Estive em Cuba”, e não “Estive na Cuba”.


Logo, o nome “Cuba” rejeita a anteposição do artigo feminino “a”.


Por isso, não há crase em “Na viagem a Cuba, o presidente Lula encontrou protestos...”


O macete para saber quando ocorre crase antes de nome de lugar é simples.


Basta usar o verbo “voltar”.


Se ficar “voltar da”, há crase.


Se o resultado for outro, ficar “voltar de”, não há.


Veja: “Eu voltei de Brasília”; logo, com "Brasília", não há crase.


Caso diferente é o do nome “Bahia”, pois “Eu voltei da Bahia”.


Importante ressaltar que haverá crase se o topônimo (=nome de lugar) estiver determinado: “Fomos à Brasília dos grandes escândalos de corrupção”.


A fórmula voltar de/da confirma a crase: “Voltei da Brasília dos grandes escândalos de corrupção”.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...