CICLO VICIOSO ou CÍRCULO VICIOSO? - Português na Rede

CICLO VICIOSO ou CÍRCULO VICIOSO?

“Ciclo” e “círculo” têm, etimologicamente, o mesmo sentido.

A diferença é que o primeiro termo é de origem grega, e o segundo, latina.

Pode-se, portanto, inferir que tanto faz dizer “ciclo/ círculo vicioso” e “ciclo/ círculo virtuoso”, certo?

Não, não é bem assim.

Ocorre que a expressão legitimada por dicionários e gramáticas é tão somente “círculo vicioso”.

Não há nessas obras o registro de “ciclo vicioso”.

Logo, nos textos da língua culta, a expressão a ser usada é “círculo vicioso”, cujo correspondente positivo é “círculo virtuoso”.


4 comentários:

Rafael Silva disse...

Professor, em "Quando se pretende(m) avaliar os efeitos de uma decisão, deve(m)-se avaliar primeiramente os motivos dessa decisão." há quantas locuções verbais?

Pergunto isso porque vi a seguinte análise:

-----------------------------------------------------------------------------------------

1) "Quando se pretende(m) avaliar os efeitos de uma decisão..."

# Primeiro verbo: "pretende";
# Predicação verbal: pretende algo: verbo transitivo direto;
# Complemento verbal: pretende o quê? "avaliar os efeitos de sua decisão": complemento não preposicionado.

O pronome "se", então, é partícula apassivadora, e o complemento verbal não preposicionado se transforma em sujeito. Como o sujeito é uma oração, o
verbo "pretender" deve ficar no singular:

FRASE CORRETA: "Quando se PRETENDE avaliar os efeitos de uma decisão..."

2) "...deve(m)-se avaliar primeiramente os motivos dessa decisão".

# Locução verbal: deve avaliar;
# Predicação verbal: deve avaliar algo: locução verbal transitiva direta;
# Complemento verbal: deve avaliar o quê? "os motivos dessa decisão": complemento não preposicionado.

O pronome "se", então, é partícula apassivadora, e o complemento verbal não preposicionado se transforma em sujeito. Como o sujeito está no plural, o
verbo também deverá ficar:

FRASE CORRETA: "...DEVEM-se avaliar primeiramente os motivos dessa decisão".

-----------------------------------------------------------------------------------------

Concordo com a 2), porém a 1) me fez pensar nisto: se a ideia do autor for afirmar que se PRETENDE AVALIAR os efeitos de uma decisão e nada mais, então teremos uma locução verbal; logo, a análise dessa frase será semelhante à da 2).

O que o Sr. acha?

Abraço.

Laércio Lutibergue disse...

Prezado Rafael:

Não há uma locução verbal em "Quando se pretende avaliar os efeitos de uma decisão...", pois cada um dos verbos representa uma ação: o primeiro, a de "pretender"; o segundo, a de "avaliar".

Quanto a "...deve(m)-se avaliar primeiramente os motivos dessa decisão", existem duas interpretações:

1. "se" é partícula apassivadora e "dever" forma uma locução verbal com "avaliar", por isso o verbo inicial fica no plural: "...devem-se avaliar primeiramente os motivos dessa decisão" (= os motivos dessa decisão devem ser avaliados);

2. "se" é partícula apassivadora, mas "dever" não forma locução verbal com "avaliar" e seu sujeito é a locução encabeçada por "avaliar": "...deve-se avaliar primeiramente os motivos dessa decisão" (=Avaliar primeiramente os motivos dessa decisão deve-se/ é devido").

Essa é a minha análise, Rafael.

Abraço.

Rafael Silva disse...

Professor, sua análise foi muito esclarecedora. Obrigado.

Abraço.

Anônimo disse...

Professor, "ciclo virtuoso" estaria errado?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...