“Entrei em férias” ou “de férias”? - Português na Rede

“Entrei em férias” ou “de férias”?

As duas formas são aceitas.

Mas o ideal é usar “em” se o verbo reger essa preposição: 

Ele entrou em férias.

E a preposição “de” se for ela o conectivo cobrado pelo verbo: 

Ele saiu de férias.

Atenção!

Quando a palavra “férias” é modificada por um adjetivo, a preposição “em” passa a ser obrigatória: 

Os trabalhadores das montadoras entrarão em férias coletivas.

Ela saiu em férias merecidas.

5 comentários:

This Gomez disse...

Bom dia, professor!

Adorei a ideia do seu blog, tenho um em planejamento que é na linha do Português e de explicações de concursos - o Reforçando. Ele deve entrar no ar no próximo sábado.

Não sou profissional, mas tento decifrar e repassar às pessoas o que compreendo de maneira mais acessível.

Estou seguindo seu blog!

Laércio Lutibergue disse...

Prezada amiga:

Obrigado por seguir nosso blogue.

Quando o seu estiver no ar, mande-nos o endereço dele.

Saúde e paz!

Alásia disse...

Oi Laércio,
vou fazer uma pergunta "boba", talvez óbvia, mas pra mim, não. Estou escrevendo minha tese e o primeiro capítulo é autobiográfico, escrevo em primeira pessoa, apenas no primeiro capítulo. Minha área de estudo é estudos culturais e a maioria dos pesquisadores escreve revelando a autoria. Contudo, vejo que não é acordo entre os pesquisadores, por razões diversas que vc sabe melhor que eu. Então, é questão de campo disciplinar do conhecimento, do nível do trabalho ou o quê?
Agradeço a resposta e desculpe a 'grandidade' do texto.
Abração

Laércio Lutibergue disse...

Prezada Alásia:

Talvez o pessoal da sua área seja, digamos, mais "autoral" e faça questão do emprego da primeira pessoa.

Mas o padrão, nos textos acadêmicos, é o uso da terceira pessoa, que pode estar disfarçada sob a forma do plural de modéstia (primeira do plural, "nós").

Forte abraço!

Alásia disse...

sei,
mas de fato o povo desse campo de pesquisa escreve quase sempre na primeira pessoa, movido por questões de natureza teórica. De fato tava confusa se podia ou não ou se a regra da terceira pessoa havia mudado, e passei batido.
Valeu, Laércio
Forte abraço

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...