A inicial maiúscula de "Carnaval" - Português na Rede

A inicial maiúscula de "Carnaval"

Alguns leitores criticam o fato de o Jornal do Commercio escrever “Carnaval”, com inicial maiúscula.

Esses leitores baseiam sua crítica numa velha regra da ortografia que manda grafar com inicial maiúscula os nomes de festas religiosas; os nomes de festas pagãs, diz a mesma regra, têm letra inicial minúscula.

Logo, por essa regra, devemos escrever “carnaval”, com minúscula, pois é uma festa pagã.

Tal regra, porém, hoje em dia está obsoleta.

O novo acordo ortográfico, na base 19, item 2, letra “d”, determina: “A letra maiúscula inicial é usada: (...) d) Nos nomes de festas e festividades: Natal, Páscoa, Ramadão, Todos os Santos.

Como se vê, o novo acordo não diz que a inicial maiúscula é exclusiva de festas religiosas.

Logo, atualmente, o Jornal do Commercio, ao grafar “Carnaval”, com maiúscula, também está de acordo com a nova ortografia.

É verdade que há muito tempo o JC dá à festa de Momo o status de nome próprio.

Era uma decisão interna do jornal, que, dessa forma, buscava dar um destaque e uma valorização gráfica à festa.

E se essa “rebeldia” podia ser malvista por alguns leitores, hoje não mais. Com as novas regras, grafar “Carnaval” com inicial maiúscula não pode mais ser tachado de equívoco.

Publicado na coluna "Com todas as letras", Jornal do Commercio do Recife, em 2/3/2011.

2 comentários:

Edley Matos dos Santos disse...

Mas não é curioso que o novo acordo ortográfico, ao falar de inicial maiúscula, só tenha trazido exemplos de festa religiosa? Teria isso sido por acaso? Acredito que não.

Laércio Lutibergue disse...

Prezado amigo:

Em lei, o que vale é o que está escrito, e não as entrelinhas dos exemplos.

Se o texto do novo acordo não restringe as festas com o termo "religiosas" (como no acordo anterior), entram também na regra datas como "Carnaval".

Abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...