Fevereiro 2011 - Português na Rede

Desafio: "entre... e" ou "entre... a"?

Não há incorreção gramatical na opção:

a) Entre 15 a 20 pessoas participaram do treinamento.

b) Entre 15 e 20 pessoas participaram do treinamento.

c) As opções "a" e "b" estão corretas.

A resposta AQUI ESTÁ.
Leia Mais ►

Algumas palavras para os concurseiros

Hoje vou falar sobre o tema concursos públicos. Vale a pena investir tempo e dinheiro para ser aprovado num desses concursos? Claro que sim. Na verdade a questão mais importante não é essa. O ponto central é o que você quer em relação a concursos: quer um bom salário ou simplesmente um posto de trabalho? Se o seu desejo for um simples posto de trabalho, com todo o respeito, você pensa pequeno. Um bom salário é o maior atrativo de um concurso público. Claro que às vezes a necessidade urgente de se ter um emprego fala mais alto. E o concurseiro tem pressa, não pode esperar ser aprovado num concurso fortemente disputado, que geralmente é o que paga os melhores salários.

Mesmo assim, com toda a pressão econômica, o candidato deve insistir num concurso público que pague um ótimo salário. Assim, mesmo sendo aprovado num concurso, e se este não pagar a remuneração dos sonhos, o concurseiro deve persistir na sua trajetória rumo à grande conquista: um bom emprego com um ótimo salário.

E como alcançar isso? Preparando-se da forma adequada. E isso exige método e muita disciplina. Não é só estudar. Tem que saber estudar. Tem que saber montar um plano de estudo, adotar a estratégia correta. Pode-se estudar sozinho, mas o ideal é procurar um bom curso preparatório. Ah, não tem tempo? Já existe hoje, graças à internet, a opção dos Cursos Online. Com essa opção, você pode estudar em casa e até no trabalho na hora do almoço, além de montar sua carga horária, tendo a opção de estudar, por exemplo, de madrugada ou nos fins de semana e feriados.
O que você tem de fazer é escolher um bom curso virtual. E ir com tudo nos estudos, ter garra, perseverança e não desistir de seu sonho. Dessa forma, um dia, você conquistará a grande vitória.
Leia Mais ►

Resposta do desafio: a concordância com a palavra "recorde"

A Pergunta

A concordância está certa em qual opção?

a) Emprego formal atinge números recorde.

b) Emprego formal atinge números recordes.

c) "a" e "b" estão certas.

A resposta

A alternativa “a” – “Emprego formal atinge números recorde” – é a correta.

Quando funciona como adjetivo, a palavra “recorde” é invariável.
Leia Mais ►

Desafio: a concordância com a palavra "recorde"

A concordância está certa em qual opção?

a) Emprego formal atinge números recorde.

b) Emprego formal atinge números recordes.

c) "a" e "b" estão certas.

Confira a resposta AQUI.
Leia Mais ►

O leitor pergunta: "Criar novos empregos é redundância?"

Não é redundância dizer “criar novos empregos”? O ato de "criar" não se associa ao "novo"? (Alberto F. Paiva - Recife-PE)

Resposta

Algumas vezes, o adjetivo antes do substantivo tem valor conotativo, ou seja, expressa um sentido diferente do real.

Por exemplo, “Maria está morando numa casa nova” significa que Maria está morando numa casa recém-construída, e “Maria está morando numa nova casa” significa que ela está morando em outra casa.

O mesmo ocorre com “criar novos empregos”.

“Novo” neste caso significa “outro” e o sentido é “criar outros empregos”.
Leia Mais ►

Resposta do desafio: o gênero de "avestruz"

A pergunta

O certo é:

a) O avestruz tem uma carne saborosa.

b) A avestruz tem uma carne saborosa.

c) "a" e "b" estão corretas.

A resposta

A opção certa é a letra "c".
 
“Avestruz” é palavra masculina e feminina, ou seja, pode ser “o avestruz” ou a “avestruz”.
 
No Brasil, é mais comum o masculino.

Em Portugal, o feminino.
Leia Mais ►

Desafio: o gênero de "avestruz"

O certo é:

a) O avestruz tem uma carne saborosa.

b) A avestruz tem uma carne saborosa.

c) "a" e "b" estão corretas.

Clique AQUI para ver resposta.
Leia Mais ►

Concordância com percentuais

Uma dúvida comum a muita gente: a concordância com percentuais.

Por exemplo: 40% da população apoia ou apoiam as medidas?

Para saber a resposta, é preciso conhecer as regras de concordância com números percentuais:

1. Quando um número percentual é sujeito e está no plural (a partir de 2%), o verbo concorda com ele, fica também no plural: “30% dos moradores votaram contra a proposta”.

Admite-se, porém, a concordância no singular se o substantivo posposto ao número estiver no singular: “30% da população votou (ou votaram) contra a proposta”.

2. Quando ao número não se segue nenhum substantivo, a concordância é feita obrigatoriamente com o percentual: “30% votaram contra”.

Atenção! Quando o número for inferior a 2%, o verbo fica no singular, mesmo que o número venha acompanhado de nome plural:

“1,97% dos clientes ganha acima de 30 salários mínimos”;

“1% dos proprietários rurais, no Brasil, controla 48% do nosso território”;

“Só 0,3% das empresas está habilitado a exportar”.
Leia Mais ►

Resposta do desafio: ortografia

A pergunta

Não há erro de ortografia em:

a) Depois da prova de português, ela ficou borocoxô.

b) Depois da prova de português, ela ficou borocochô.

c) Depois da prova de português, ela ficou borogochô.

A resposta

O adjetivo "borocoxô" - abatido, desanimado - escreve-se com "x".

Logo, a resposta certa é a letra "a": Depois da prova de português, ela ficou borocoxô.

Leia Mais ►

Desafio: ortografia

A opção em que não há erro de ortografia é:

a) Marina comprou uma blusa de elanca.

b) Marina comprou uma blusa de helanca.

c) Marina comprou uma blusa de eranca.

Confira a resposta aqui.
Leia Mais ►

MARINA FOI CANDIDATA À PRESIDENTE PELO PV ou A PRESIDENTE PELO PV?

Não há crase antes de palavras masculinas.

"Presidente", o cargo, é nome masculino.

Logo, "Marina foi candidata a presidente pelo PV".

Quando, porém, a palavra "presidente" se refere à pessoa que preside, ela é um substantivo de dois gêneros e, neste caso, pode ocorrer crase: "Ele agradeceu à presidente Dilma Rousseff".
Leia Mais ►

ORGANIZAÇÃO NÃO-GOVERNAMENTAL ou NÃO GOVERNAMENTAL?

Com a nova ortografia, deixou de existir hífen nas formas em que a palavra "não" funciona como prefixo: não agressão, não engajado, não fumante, não violência, não participação, não tributável, (organização) não governamental.

P.S.: Esta postagem assinala o fim das férias do blogueiro e o início da temporada 2011 de Português na Rede.

Leia Mais ►