Uma introdução ao estudo da vírgula - Português na Rede

Uma introdução ao estudo da vírgula

Na língua portuguesa, as frases podem apresentar quatro
elementos: sujeito, verbo, complementos e circunstâncias (tempo, modo, lugar, companhia, entre outras). 

E a ordem natural – ou direta – da frase é a seguinte:

SUJEITO + VERBO + COMPLEMENTO + CIRCUNSTÂNCIA

É muito importante ter em mente essa ordem para poder usar a vírgula com segurança. 

Lembro que não é necessário o aparecimento dos quatro elementos ao mesmo tempo na frase.

Podem aparecer dois:

Ela [sujeito] viajou [verbo].

Maria [sujeito] chegou [verbo].

Havia [verbo] vontade [complemento do verbo].

Podem aparecer três:

O filho [sujeito] obedeceu [verbo] à mãe [complemento do verbo].

A equipe [sujeito] só vai descansar [verbo] quando ganhar a partida [circunstância de tempo].

Podem aparecer os quatro:

Os pássaros [sujeito] voavam [verbo] livremente [circunstância de modo] no céu [circunstância de lugar].

Minha filha pequena [sujeito] pediu [verbo] um presente bem colorido [complemento do verbo] ontem [circunstância de tempo].

Veja que em todas as frases citadas não há vírgula simplesmente porque elas seguem a ordem direta.

Entretanto, se nessa ordem direta houver um termo intercalado, pode-se ou não usar vírgulas.

Veja alguns exemplos disso:

(a) Ofélia, aquela personagem que só abre a boca quando tem certeza, fez grande sucesso na televisão.

(b) Assistimos ontem ao jogo da seleção brasileira e nos decepcionamos.

(b1) Assistimos, ontem, ao jogo da seleção brasileira e nos decepcionamos.

(c)A promoção, enquanto durar o estoque, será válida.

(d) Venha aqui, Marisa, ver o que as crianças fizeram.

(e) Pedro, o amigo de quem te falei, quer te conhecer na próxima semana.

(f) Eu vou ao cinema hoje à noite com umas amigas da faculdade.

(f1) Eu vou ao cinema, hoje à noite, com umas amigas da faculdade.

Note que, em “b” e “b1” e em “f” e “f1”, você pode ou não empregar a vírgula.

E é justamente nesses casos opcionais que surgem as dúvidas mais comuns quanto ao emprego ou não da vírgula.

O livro Vírgula sem Mistério, de minha autoria, expõe com clareza os casos de uso ou não da vírgula.

Recomendo a leitura desse livro, com muita atenção, para um melhor entendimento do assunto.

Vírgula sem Mistério pode ser adquirido clicando AQUI.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...