O VERBO “COMPUTAR”

“O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística computa apenas o número anual das crianças que deixam de ser registradas…”

Defectivo é o verbo que, quase sempre por questões sonoras, não tem conjugação completa, isto é, faltam-lhe algumas formas. “Computar” é um desses verbos. Não tem as três primeiras pessoas do presente do indicativo (“eu computo”, “tu computas”, “ele computa”), todo o presente do subjuntivo (“que eu compute”, “que eles computem”, etc.), bem como o imperativo negativo. No imperativo afirmativo, só tem a segunda pessoa do plural: “computai vós”.
Nos passados e futuros, é completo: “eu computei”, “nós computávamos”, “ele computará”.

O que fazer no caso do excerto? É só substituir o verbo “computar” por um com sentido semelhante: “O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística contabiliza apenas o número anual das crianças que deixam de ser registradas…”

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Scroll to Top