O leitor pergunta: "Repetir ou não a preposição?"

“Um grupo de peregrinos oriundos da França, do Canadá e do México” ou “Um grupo de peregrinos oriundos da França, Canadá e México”. Com ou sem repetição da preposição? É o quer saber o leitor Bruno Almeida, que enviou a pergunta por e-mail.

Caro Bruno, neste caso, tanto faz, pode ser “Um grupo de peregrinos oriundos da França, do Canadá e do México” ou “Um grupo de peregrinos oriundos da França, Canadá e México”.

A repetição só será obrigatória quando for importante para o sentido.

Vejamos este caso: sem repetição – “Ele falou com o professor de filosofia e psicólogo da escola”; com repetição – “Ele falou com o professor de filosofia e com o psicólogo da escola”.

Sem repetição, significa que ele falou com uma só pessoa, que é ao mesmo tempo professor de filosofia e psicólogo da escola.

Com repetição, deixa claro que ele falou com duas pessoas, com o professor de filosofia e com o psicólogo da escola.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Scroll to Top