A inicial maiúscula de "Carnaval"

Alguns leitores criticam o fato de o Jornal do Commercio escrever “Carnaval”, com inicial maiúscula.

Esses leitores baseiam sua crítica numa velha regra da ortografia que manda grafar com inicial maiúscula os nomes de festas religiosas; os nomes de festas pagãs, diz a mesma regra, têm letra inicial minúscula.

Logo, por essa regra, devemos escrever “carnaval”, com minúscula, pois é uma festa pagã.

Tal regra, porém, hoje em dia está obsoleta.

O novo acordo ortográfico, na base 19, item 2, letra “d”, determina: “A letra maiúscula inicial é usada: (…) d) Nos nomes de festas e festividades: Natal, Páscoa, Ramadão, Todos os Santos.

Como se vê, o novo acordo não diz que a inicial maiúscula é exclusiva de festas religiosas.

Logo, atualmente, o Jornal do Commercio, ao grafar “Carnaval”, com maiúscula, também está de acordo com a nova ortografia.

É verdade que há muito tempo o JC dá à festa de Momo o status de nome próprio.

Era uma decisão interna do jornal, que, dessa forma, buscava dar um destaque e uma valorização gráfica à festa.

E se essa “rebeldia” podia ser malvista por alguns leitores, hoje não mais. Com as novas regras, grafar “Carnaval” com inicial maiúscula não pode mais ser tachado de equívoco.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Scroll to Top